02 dezembro 2007

Conversas de p(aragem)

-Agora só daqui a 20 minutos.
-Pois...
-Deve ter acontecido alguma coisa para o autocarro das 23h40 não ter passado...
-Pois...
-Hoje já está mais fresquinho!
-Pois está.

(pausa de 20 segundos)

-O sr. desculpe, mas, nao esteve a conversar comigo há uns dois meses, numa adega em Alcântara?- perguntou o primeiro, indignado.
-Não! Não!-exclamou o segundo.
-Ah, então estou a fazer confusão!-afirmou o iniciador do diálogo.
-Pois!-rematou o segundo.
Eu, na função de espectador deste interessante (!) e coerente (!!!)diálogo não pude deixar de soltar uma insólita gargalhada. Sim, porque este tipo de conversas é do melhor que se faz em Portugal! Não há disto lá fora! Só espero é que este diálogo não chegue ao ouvido do Manoel de Oliveira...é capaz de lhe dar ideias...

2 comentários:

bombekas disse...

ahahaha,lindo! E perante a tua gargalhada nenhum daqueles senhores fez aquele tal ar de indignado a pensar "ai esta juventude, que saudades do tempo do Salazar?"
bjinhos*

*alma de poderosa* disse...

Meu amigo..dp d o Estado Português ter financiado um filme denominado branca d neve em k toda a tela era preta e so s ouvio as vozes dos ditos actores meu amigo..eu ja imagino um kk filme com este argumento rústico..ME-DO!